top of page

Fórum irá debater crescimento da micro e minigeração de energia pelo próprio consumidor no Paraná

Atualizado: 5 de abr.


Estado é responsável por gerar sozinho 2,6GW de energia por fontes limpas de energia vinda, em sua maioria, de painéis solares fotovoltaicos

Curitiba, 03 de abril, 2024- O Paraná destaca-se como um dos principais motores da Geração Distribuída (GD) na região Sul do Brasil. De acordo com dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de 2024, o estado figura como o 4º maior em capacidade instalada de energia solar, com 2.627,3 MW, representando 9,4% do total nacional.

 

Entre 2022 e 2023, a capacidade da GD também experimentou um crescimento expressivo de 38,8%, evidenciando um dos maiores avanços do país, conforme apontado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). 


 

Esse crescimento, por sua vez, tem sido apontado como resultado direto dos esforços do Governo do Estado em incentivar a produção fotovoltaica, especialmente entre pequenas e médias propriedades agrícolas, por meio do programa RenovaPR. Ao todo, mais de 7,5 mil produtores rurais já estão sendo beneficiados.

 

Guto Silva, secretário do Planejamento do Estado do Paraná, destaca que embora o estado tenha impressionantes 98% da capacidade instalada da Geração Centralizada devido a Itaipu, o Governo do Paraná entende que deve acelerar o processo de produção renovável por outras matrizes, como a energia solar e biogás, onde o estado também conta com um potencial elevado para este tipo de produção.

 

“Esse investimento paranaense tem dado resultado e é estimulado, pelo Governo do Estado, principalmente junto a pequenas e médias propriedades agrícolas através do RenovaPR, que já alcança 7,5 mil produtores rurais. Em fevereiro, o Governo do Estado também anunciou um investimento de R$ 14,6 milhões para a instalação de seis parques solares no Estado a partir de 2024. A ideia é que a energia fotovoltaica que será gerada nessas usinas seja abatida do consumo de todas as 412 unidades do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-Paraná) presentes nos municípios paranaenses” pontua Silva

 

“A ideia é trabalhar com o conceito de fazendas solares, usando espaços que são patrimônio do Estado, como colégios agrícolas e outras áreas, e implantar usinas solares para abastecer o consumo do próprio Estado. São investimentos que se pagam em poucos anos e permitem que o Governo do Estado se torne 100% sustentável, gerando sua própria energia para economizar dinheiro público, além de ser exemplo de práticas sustentáveis” complementa ele. 

 

E é em meio a esse cenário de crescimento das fontes renováveis no Estado que a 23ª edição do Fórum Regional de Geração Distribuída (Fórum GD Sul) também acontece em abril. 

 

Voltado para a cadeira produtiva da região Sul (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná), o evento reunirá especialistas na sede da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP) para capacitar o público-alvo e promover avanços significativos no setor entre os dias 17 e 18. Ele também é organizado pelo Grupo FRG Mídias & Eventos em parceria com a FIEP, TECPAR e Sebrae.

 

Os interessados em participar ainda podem se inscrever por meio do site oficial. Dúvidas e sugestões também podem ser encaminhados para o e-mail: contato@grupofrg.com.br.

 

 

Serviço:

 

O que: 23ª edição do Fórum Regional de Geração Distribuída na região Sul (Fórum GD Sul).

Onde: Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP).

Quando: 17 e 18 de abril, das 8h às 18h.

Imprensa: Stephanie Romero – 220 Relações Públicas (65) 99974-7094

68 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page