top of page

Casa dos Ventos inicia movimento para gerar energia solar


A renomada desenvolvedora de parques eólicos Casa dos Ventos alça novos voos na energia solar, planejando adicionar 1,1 GW de potência até 2026 e se consolidar como líder na transição para fontes renováveis.






A Casa dos Ventos, renomada no desenvolvimento de parques eólicos, está empenhada em estabelecer-se como líder também no setor de energia solar. Com planos ambiciosos, a empresa projeta que até o final de 2025, aproximadamente 25% de sua capacidade total de geração será proveniente de fontes solares, totalizando cerca de 1,1 gigawatt (GW) de potência instalada.


Lucas Araripe, diretor executivo e acionista da Casa dos Ventos, enfatiza a estratégia de adotar projetos tanto híbridos quanto isolados. Exemplos notáveis incluem os parques Babilônia Centro e Sul, situados na Bahia, bem como Serra do Tigre e Rio do Vento, no Rio Grande do Norte. A empresa planeja aprovar esses projetos híbridos nos próximos meses.

Além disso, a Casa dos Ventos tem planos para projetos solares isolados nas regiões Centro-Oeste, abrangendo Goiás, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, e Sudeste, com foco no estado de São Paulo. Esses projetos adicionais estão estimados entre 400 MW e 500 MW. O investimento total da empresa na expansão da capacidade solar atingirá a marca de R$ 3 bilhões, aproveitando sua posição para obter encomendas eficientes de equipamentos solares.


A geração solar, reconhecida pela rápida entrada em operação, permitirá que a Casa dos Ventos diversifique ainda mais seu portfólio. Atualmente, a empresa já possui 1,8 GW em operação, com a adição planejada de 1,3 GW nos próximos anos. Este crescimento é parte do pacote de investimentos da empresa, orçado em R$ 12 bilhões até 2026, contemplando projetos em andamento e futuros.


Rodrigo Araripe ressalta que a entrada da TotalEnergies como acionista no início de 2023 fortaleceu financeiramente a empresa, que se tornou o maior cliente da Vestas na América Latina. A parceria com a TotalEnergies não apenas contribuiu com suporte técnico e conhecimento em projetos sustentáveis, mas também expressou compromisso com o crescimento da Casa dos Ventos.


O desafio atual da empresa reside na geração de demanda para novos projetos. Rodrigo Araripe enfatiza a importância de atrair setores consumidores adicionais, como data centers e a eletrificação de processos industriais. Além disso, ele destaca o potencial para desenvolver novas frentes de uso sustentável, incluindo a produção de hidrogênio verde, um componente vital para a transição energética e a fabricação de produtos como ferro briquetado a quente (HBI) e amônia.


Com planos ambiciosos e uma estratégia diversificada, a Casa dos Ventos visa não apenas se consolidar no mercado de energia renovável, mas também explorar novas oportunidades no varejo de energia. O objetivo é alcançar uma capacidade instalada total de 4,2 GW até o final de 2025, solidificando sua posição como uma das principais players do setor no Brasil.

3 visualizações0 comentário

Комментарии

Оценка: 0 из 5 звезд.
Еще нет оценок

Добавить рейтинг
bottom of page